[TOP 5 ESPECIAL: DIA DA MULHER] Dicas de livros escritos por mulheres!

 
Olá, pessoas! Como estão? Espero que bem. Eu estou numa correria danada, mas muito feliz com o curso na faculdade. Não vou abandonar o blog mas, fatalmente, a frequência de postagens irá diminuir um pouquinho até eu me adaptar com a nova rotina. :(
Hoje, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, trouxe uma seleção de livros escritos por mulheres. Histórias de mulheres fortes, histórias de luta, histórias inspiradoras. Porque nesse dia da mulher, não quero ganhar flores, quero igualdade, quero respeito e condições de eu mesma comprar o que quiser pra me presentear! Vamos aos livros?
 

Lena Dunham1. Não Sou Uma Dessas, de Lena Dunham.
    Editora Intrínseca.
    288 páginas.

 Comparada a Salinger e a Woody Allen pela The New York Times Magazine como a voz de sua geração, Lena é conhecida pela polêmica que desperta e por sua forma única e excêntrica de se expressar e encarar a vida. Neste livro, a autora apresenta uma coleção de relatos pessoas hilários e sinceros que a revelam como um dos jovens talentos mais originais da atualidade. Lena Dunham fala sobre suas escolhas, seus namorados, a relação com os pais, dietas malucas, sexo e a luta para conseguir ser respeitada na carreira. Primeiro lugar nas listas de mais vendidos, a obra conta as experiências que a conduziram à vida adulta.

 
 2. Livre, de Cheryl Strayed.
    Editora Objetiva.
    376 páginas.

Aos 22 anos, Cheryl Strayed achou que tivesse perdido tudo. Após a repentina morte da mãe, a família se distanciou e seu casamento desmoronou. Quatro anos depois, aos 26 anos, sem nada a perder, tomou a decisão mais impulsiva da vida: caminhar 1.770 quilômetros da chamada Pacific Crest Trail (PCT), trilha que atravessa a costa oeste dos Estados Unidos, do deserto de Mojave, através da Califórnia e do Oregon, em direção ao estado de Washington "sem qualquer companhia. Cheryl não tinha experiência em caminhadas de longa distância e a trilha era bem mais que uma linha num mapa.

"Minha caminhada solitária de três meses pela costa oeste teve muitos começos. Houve a primeira decisão repentina de fazê-la, seguida pela segunda resolução, mais séria, de realmente realizá-la e então o longo terceiro começo, composto de semanas de compras, empacotamento e preparação. Mas, na realidade, minha caminhada começou antes de eu sequer imaginar empreendê-la, mais precisamente quatro anos, sete meses e três dias antes, quando estava em um pequeno quarto
da Clínica Mayo, em Rochester, Minnesota, e soube que minha mãe ia morrer!, escreve a autora. 


Vera Brosgol
3. O Fantasma de Anya, de Vera Brosgol. 
    Editora Jangada.
    244 páginas.

A vida de Anya dá uma guinada quando ela cai num buraco na floresta e encontra o fantasma de uma garota morta há muito tempo, Emily. Por ter sido privada da vida de uma adolescente normal, Emily é um fantasma ressentido. Quando consegue seguir Anya até em casa, procura maneiras de ser útil e convencer Anya a deixá-la ficar. E Anya começa a desfrutar dos benefícios de uma amiga invisível, que pode ajudá-la a viver no mundo às vezes complicado de uma escola secundária. Naturalmente, os problemas não tardam a surgir. E, como dá para adivinhar, o resultado dessa amizade pode causar situações desastrosas e assustadoras. 



Caitlin Moran4. Do Que É Feita Uma Garota, de Caitlin Moran.
    Editora Companhia das Letras.
    392 páginas.

"Wolverhampton, em 1990, parece uma cidade a que algo terrível aconteceu.” Talvez tenha acontecido de fato. Talvez seja Margaret Thatcher, talvez seja a vergonha que Johanna Morrigan passou num programa da TV local aos catorze anos. Nossa protagonista decide então se reinventar como Dolly Wilde - heroína gótica, loquaz e Aventureira do Sexo, que salvará a família da pobreza com sua literatura.
Aos 16 anos, ela está fumando, bebendo, trabalhando para um fanzine de música, escrevendo cartas pornográficas para rock-stars, transando com todo tipo de homem e ganhando por cada palavra que escreve para destruir uma banda. Mas e se Johanna tiver feito Dolly com as peças erradas? Será que uma caixa de discos e uma parede de pôsteres bastam para se fazer uma garota?


Ursula K. Le Guin5. A Mão Esquerda da Escuridão, de Ursula K. Le Guin.
    Editora Aleph.
    296 páginas.

Genly Ai foi enviado a Gethen com a missão de convencer seus governantes a se unirem a uma grande comunidade universal. Ao chegar no planeta Inverno, como é conhecido por aqueles que já vivenciaram seu clima gelado, o experiente emissário sente-se completamente despreparado para a situação que lhe aguardava. Os habitantes de Gethen fazem parte de uma cultura rica e quase medieval, estranhamente bela e mortalmente intrigante. Nessa sociedade complexa, homens e mulheres são um só e nenhum ao mesmo tempo. Os indivíduos não possuem sexo definido e, como resultado, não há qualquer forma de discriminação de gênero, sendo essas as bases da vida do planeta. Mas Genly é humano demais. A menos que consiga superar os preconceitos nele enraizados a respeito dos significados de feminino e masculino, ele corre o risco de destruir tanto sua missão quanto a si mesmo. 


E aí, você já leu algum desses livros? Me conte aí nos comentários!
Beijocas!
 

22 comentários:

  1. Oi :D
    Muito bom o post.
    Não li nenhum desses livros mas parecem ótimos!
    Bj


    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Verdade, mamáin! Quero todos na minha estante. :)

      Excluir
  3. Ai, A Mão Esquerda da Escuridão, Ursula é uma rainha <3

    Beijos

    http://shadabooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conhecia nenhum livro dela, mas estou louca pra ler este!
      Beijos.

      Excluir
  4. Quero ler e resenhar todos kk, gostei do blog viu?
    http://izumiy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Izumi! Leia e resenhe, sim! Vou visitar seu blog para conferir. ;)
      Fico feliz que tenha gostado desse meu cantinho, volte mais vezes.
      Beijão.

      Excluir
  5. Oi, Flor!!
    Não li nenhum desses, mas adorei a ideia do post *.*

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom! Foi a maneira que encontrei de homenagear nós, mulheres, nesse dia tão especial mas que às vezes é celebrado de formas tão equivocadas.
      Beijocas.

      Excluir
  6. Não li nenhum desses AINDA haha me interesso muito por Não Sou Uma Dessas, já ouvi muitos comentários e li resenhas positivas sobre o livro.

    Abraço,
    omundodemis.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi!
      Também morro de vontade de ler esse livro, e também Livre (quero ver o filme, também).
      Beijo pra você!

      Excluir
  7. Ei, te indiquei para um prêmio lá no meu blog. É como uma "corrente de indicações e espero que você goste das minhas. Beijos, Isa.
    http://belblioteca.blogspot.com.br/2016/03/premio-dardos.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, Isa! Muito obrigada!
      Estou indo conferir.
      Beijão!

      Excluir
  8. Dos citados, só tenho vontade de ler A Mão Esquerda da Escuridão que por sinal é muito bem comentado.
    Beijos
    http://recolhendopalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só esse, Dany! Tenho vontade de ler TODOS! Hahahahah.
      Beijos!

      Excluir
  9. Que lindo ver um post assim!
    "Do que é feita uma garota" já estava na minha wishlist e fiquei com muita vontade de ler "O fantasma de Ana".
    Lugar de mulher é onde ela quiser meeeesmo! Inclusive na literatura! ;)
    Beijos, Fê!

    diarizar.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Lê! Nosso lugar é qualquer lugar que quisermos.
      Leia O Fantasma de Anya, sim. É super rápido e muito fofinho. As ilustrações são lindas.
      Um beijo!

      Excluir
  10. Adorei o post (e o blog também), principalmente por ser em homenagem ao dia da mulher e todo esse empoderamento feminino ♥
    Comecei a te seguir para não perder mais nada do teu cantinho! ♥
    Também tenho um blog e ele é novo, então se poder me puder me ajudar e ir lá dar uma olhadinha, ficarei muito grata e feliz!
    Grande beijo. sonaorepareabagunca.blogspot.com :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou!!!
      Com certeza vou passar no seu blog. Volte mais vezes, viu?
      Beijão!

      Excluir
  11. Ah, dando mais um giro pelo seu blog tenho certeza que você é mais uma feminista em busca de igualdade e menos assédio nas ruas, adorei, porque também sou. AAAA grande beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAhahahahah olha, fico muito feliz com isso. Parece que temos muito em comum. :)

      Excluir