[LIVRO] O Príncipe dos Canalhas

O Príncipe dos Canalhas
Autora: Loretta Chase
Editora: Arqueiro
Páginas: 286
Onde comprar: Submarino | Amazon 
Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora. Até que um dia ele conhece Jessica Trent... Liberal para a sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade - muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos.


  Sabe quando você encontra algum livro com um preço tão bom, mas tão bom que pensa "ah, nunca li nada dessa autora, vamos ver se é legal"? Foi assim que cheguei a esse exemplar. Estou numa pegada de ler romances históricos e esse me pareceu uma boa pedida aliado a um ótimo custo-benefício.

 O marquês de Dain é o maior devasso da sociedade parisiense. Quem torna-se seu amigo é carregado para uma vida lasciva, repleta de orgias, jogo e bebida. Temido por todos devido ao seu tamanho exagerado e seu temperamento terrível, jamais imaginou ser desafiado por uma jovem de aparência delicada e compleição frágil.
"Não há animal mais invencível do que a mulher", dissera Aristófanes. "Nem o fogo nem qualquer felino selvagem consegue ser tão implacável". Implacável. Cruel. Demoníaco. - pág 105 - 
 Jessica é uma empreendedora que sonha em abrir uma loja de antiguidades, mesmo correndo o risco de ser mal vista numa época em que mulheres eram criadas para cuidar do lar e depender de seus maridos. A garota abandona temporariamente seus planos profissionais para "salvar" seu irmão mais novo - Bertie -, cujo ídolo é o ameaçador marquês de Dain, que o está levando à ruína moral e financeira. O que Jess nunca imaginou é que, chegando à Paris para buscar o irmão, iria sentir-se loucamente atraída pelo brutamontes que é a fonte de seus problemas.

 O comportamento extremamente machista de Dain me incomodou bastante no início do livro. O marquês despreza as mulheres - reflexo de um trauma de infância, pois sua mãe abandonou-o ainda criança para fugir com um mercador - e só sai com prostitutas para satisfazer sua imensa libido. Aos poucos, fui notando que esse comportamento estúpido era uma espécie de fuga pois, apesar da aparência inatingível, Dain é muito sensível e morre de medo de ser rejeitado novamente. A forma que encontrou de se "proteger" é sendo um completo babaca... fazer o quê?
 Quando uma dama - virtuosa ou não - se prende a você, você se torna o dono de uma propriedade problemática, onde os arrendatários estão sempre em pé de guerra e pela qual você precisa despender muito trabalho e dinheiro. Tudo pelo privilégio ocasional - que depende dos desejos dela - de conseguir o que você poderia ter com qualquer meretriz em troca de alguns xelins. - pág 73 -

 Por outro lado, Jessica chamou minha atenção desde o princípio. A garota pensa à frente de sua época, não teme os homens, sabe impor sua vontade e não esconde sua inteligência. Apesar de ser considerada uma femme fatale por sua extrema beleza e poder de sedução, Jess não sente nenhum pingo de vontade de se prender em um casamento.

 A fórmula do livro é aquela que já conhecemos, típica de romances do gênero, porém, a personalidade forte dos protagonistas adiciona um toque de humor à trama que me agradou demais. O relacionamento de Dain e Jess é um verdadeiro combate, nenhum aceita sentir-se manipulado pelo outro. O marquês reluta muito em demonstrar afeição, mas aos poucos Jessica consegue atravessar suas barreiras e chegar ao seu coração.
 E no coração negro e duro de lorde Belzebu, como nos pântanos de Dartmoor, a chuva doce caiu e uma semente de amor brotou naquela terra que até pouco tempo era estéril. - pág 260 -
 Me incomodou o fato de, após os conflitos da história se solucionarem, Jessica não falar mais sobre seus planos de abrir a loja. Tive a sensação de que ela se acomodou no papel em que está quando o livro acaba, que toda aquela sua obstinação foi em vão. Acho que Loretta poderia ter aproveitado melhor a construção da personagem e melhorar o desfecho, mas isso não prejudica o livro como um todo.

 Gostei tanto da escrita da autora que já comprei outro livro dela e estou aguardando a entrega. E você? Já leu algum de seus livros?




 Beijos e até a próxima! 
 

12 comentários:

  1. Quantos homens não se escondem atrás de atitudes babacas para evitar a rejeição, né? Interessante a história! :)

    ResponderExcluir
  2. O livro parece ser ótimo e atípico por ser um romance de época. O que li - e esqueci o nome agora - é bem clichê: o mocinho se apaixona pela mocinha e o drama gira em torno do pai autorizar o casamento. Já esse parece ser "bem à frente" da época que relata e isso é bom, pois sabemos que apesar de todos os padrões, a maioria das pessoas não se identificava com eles - se não não haveria a mudança.
    A capa é linda, amei a fonte do título.
    Beijos, Fê!

    Me chama de Bella

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Bella. A fonte é bem linda. A história é muito boa sim, uma leitura que vale a pena.
      Beijão!

      Excluir
  3. lindo seu blog, to amando as dicas :)

    :
    lorrainepecorari.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Amo histórias com personagens mulheres sendo fortes e donas de si, ainda mais em romances históricos. <3

    Abraço,
    omundodemis.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também, Mi! Já devo ter dito isso umas mil vezes em comentários nos blogs que acompanho. Heheheheh. Sempre bom deparar-se com uma inconformada.
      Um abraço!

      Excluir
  5. Oi :D
    Interessante sua resenha abordando atitudes da personagem.
    Se eu não me engano, esse é o terceiro livro original da série mas a editora o trouxe primeiro por ser o mais vendido e poder ser livro independente. Legal né? *-*
    Ganhei o meu em um sorteio, irei ler em breve!
    Bj

    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa, Jess, eu não sabia dessa informação. Comprei o livro O Último dos Canalhas, da mesma autora, mas não imaginava que fosse parte de uma série, pois não tem nenhum aviso sobre isso (que eu tenha visto).
      Obrigada pela dica.
      Beijinhos.

      Excluir
  6. Gostei da resenha. ahahahaha. a história parece boa e intrigante <3


    beeijão ^^
    http://carolhermanas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir