[LIVRO] A Menina Submersa: Memórias


A Menina Submersa
Autora: Caitlín R. Kiernan
Editora: DarkSide
Páginas: 320
Classificação: 3/5
  
"Um verdadeiro conto de fadas, uma história de fantasmas habitada por sereias e licantropos. Mas antes de tudo uma grande história de amor construída como um quebra-cabeça pós-moderno, uma viagem através do labirinto de uma crescente doença mental. Um romance repleto de camadas, mitos e mistério, beleza e horror, em um fluxo de arquétipos que desafiam a primazia do "real" sobre o "verdadeiro" e resultam em uma das mais poderosas fantasias dark dos últimos anos. Considerado uma "obra-prima do terror" da nova geração, o romance é repleto de elementos de realismo mágico e foi indicado a mais de cinco prêmios de literatura fantástica, e vencedor do importante Bram Stoker Awards 2013. India Morgan Phelps, ou Imp, é uma menina que tem nos livros os grandes companheiros na luta contra seu histórico genético esquizofrênico e paranoico. Filha e neta de mulheres que buscaram o suicídio como única alternativa, Imp começa a escrever um livro de memórias para tentar reconstruir seus pensamentos e lutar contra o que seria "a maldição da família Phelps", além de buscar suas lembranças sobre a inusitada Eva Canning, sua relação com a namorada e consigo mesma.

 
 Quando li a sinopse deste livro, imaginei uma coisa e, quando comecei a lê-lo, percebi que era totalmente inusitado e diferente do que eu esperava. Imagine um livro dentro de um livro e que este é escrito por uma garota esquizofrênica tentando exorcizar seus fantasmas. Você precisa estar disposto a enfrentar o desafio antes de se aventurar por este volume. India escreve de forma não- linear, o tempo vai e vem conforme ela ache necessário e nem sempre conseguimos acompanhá-la na mesma velocidade, somos atingidos em cheio pela confusão da personagem. Tive impressões bastante conflitantes durante a leitura. Em alguns momentos, fluiu tranquila, em outros, foi muito arrastada.

 India (ou simplesmente Imp) é assombrada pelos suicídios de sua mãe e sua avó e seu relato é permeado por lembranças de sua infância com as duas, bem como de músicas e obras de arte que a fascinam e aterrorizam. A principal dessas obras é um quadro (ficcional) chamado A Menina Submersa, do artista Phillip George Saltonstall. Imp investiga todos os fatos que possam estar relacionados à obra, sua mitologia e a vida do artista. De certa forma é uma obsessão que guarda uma relação íntima com a (falta) de sanidade da personagem e ela relaciona todos esses "fantasmas" com sereias que a seduzem para a loucura. 
E o mundo está cheio de sereias. Sempre há um canto de sereia que te seduz para o naufrágio. Alguns de nós podem ser mais suscetíveis que outros, mas sempre há uma sereia. - pág 107 -

 
Quando Imp encontra Abalyn e as duas passam a viver juntas, temos a impressão de que uma certa normalidade se instala mas logo percebemos que é muito frágil e irreal, principalmente após o aparecimento da misteriosa Eva Canning. Essa mulher surge de forma totalmente inesperada e, a partir disso, India entra numa espiral ascendente de delírios. Durante seu relato, Imp nos "avisa" várias vezes que não é confiável, que suas lembranças podem ser incorretas e que sua imaginação se confunde com a realidade. Por esse motivo, não sabemos se a história com Eva é verdadeira mas o fato é que ela é a mais poderosa das "sereias" que afligem Imp.





O que mais tememos não é o conhecido. O conhecido, por mais horrível ou prejudicial à existência, é algo que podemos compreender (...). Mas o desconhecido desliza através de nossos dedos, tão insubstancial quanto o nevoeiro. - pág. 170 -

 Ao longo da leitura, vários "mistérios" envolvendo Eva e os artistas pelos quais Imp é aficionada parecem ser desvendados, mas - repito - nunca temos certeza de nada neste livro. A parte mais difícil, sem dúvida, foi o capítulo 7, onde India parou de tomar seus remédios e escreve freneticamente num fluxo de consciência insano. Confesso que quase pulei esse capítulo, mas resisti bravamente pois aquela era a verdadeira personalidade da personagem. Imp sem as amarras psicotrópicas que a continham, e quando você se dá conta disso, pode achar até fascinante esse mergulho na mente na garota.
As coisas que acontecem a você te fazem ser que você é, para o bem ou para o mal. - pág 152 - 
 
Não tenho palavras pra descrever o capricho da Editora DarkSide! Comprei a edição especial, que com certeza é uma das mais bonitas e bem acabadas que já vi. Este é um livro para ser lido com calma e a mente aberta. Denso e sutil ao mesmo tempo. Vale a pena dar uma chance às memórias de India Morgan Phelps. Finalizo essa resenha com um vídeo da música There There, do Radiohead (eu preferia colocar uma do Blue Öyster Cult - que eu amo e ela também cita, mas essa tem mais a ver com o contexto), da qual foi tirada a epígrafe do livro (que já citei lá em cima): Sempre há um canto de sereia que te seduz para o naufrágio.



>> Onde comprar: SubmarinoAmazon

Beijinhos!
 

19 comentários:

  1. Que edição mais linda!
    Parece interessante o livro, acho que eu vou gostar. Gosto de livros dentro de livros, e personagens com problemas psiquiátricos.
    Já leu "Precisamos falar sobre Kevin"? É meio pesada a história, mas prende. Eu amei esse livro, tá na lista dos pra serem relidos um dia (talvez, são tantos pra ler que fica difícil sobrar tempo pra reler qqr coisa).
    Beijos
    Rafa
    ohmylivros.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafa!
      Eu não li mas vi o filme e gostei muito. Fiquei em choque... super perturbador! É um livro que com certeza gostaria de ler.
      Beijos.

      Excluir
  2. Eu já li muitos livros, mais você sempre fala de um que eu ainda não vi !!! Atualizando meu histórico rs

    http://alivross.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rs.... pois é Aline. O mundo literário é muito vasto e a "consequência" é que sempre tem um monte de coisas que não conhecemos. Isso acontece muito comigo, também.

      Excluir
  3. Estou "paquerando" esse livro (a edição da DarkSide, claro) a um bom tempo, porque ele é maravilhoso. Mas acredita que ainda não havia lido nenhuma resenha sobre ele?
    Minha vontade de comprá-lo foi de 10 para 1000 só com a frase "obra-prima do terror". Porém, como estou evitando adquirir (mais) livros, acho que vou esperar ele chegar à biblioteca aqui da minha cidade (não vai ser essa edição, eu sei, mas...).
    Sua resenha ficou incrível e você escolheu trechos ótimos pra citar. Tu fez minha vontade subir de 1000 para 10000 agora, hahaha.
    Beijos, Fê! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha que bom, Lê!
      A edição é realmente maravilhosa. Vi há uns dias que estava em promoção. Acho que este é um livro legal de ter um pra chamar de seu pois é lindo e a história vale a pena.

      Excluir
  4. A Darkside tem feito edições simplesmente lindas, mas acho que essa ganha de todas!
    Tenho curiosidade para ler, porém costumo me confundir um pouco com essas histórias que não são muito lineares - ainda mais que costumo ler sempre antes de dormir, o cérebro as vezes já não tá grande coisa! hehehe Mas quero dar uma chance, parece ser uma história bem interessante.

    Tami
    Gaveta Abandonada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Tami, você tem razão! Eu também costumo ler antes de dormir e confesso que várias vezes tive que voltar alguns parágrafos no dia seguinte pra retomar o fio da meada. Esse livro pode ser meio confuso sim... mas não deixa de ser legal.

      Excluir
  5. Eu sou APAIXONADA por essa capa, muito mesmo, mas li algumas resenhas que me desanimaram um pouco com a leitura. Coloquei o título na minha lista do mesmo jeito e espero não me decepcionar.

    beijo ♡
    literarizei.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Mi, tem várias resenhas desse livro que nos deixam com uma pulga atrás da orelha mas eu sempre gosto de ler o livros mesmo assim porque nunca se sabe, né? No fim das contas eu gostei da história, apesar de não ser uma das minhas favoritas.

      Excluir
  6. Ao mesmo tempo que quero muito ler esse livro, tbm não quero. Não sei porque mais fico sempre dividida. Não sei se o leria como tbm desejo ler rsrs.
    Gostei da resenha, beijos.
    http://recolhendopalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na dúvida, LEIA! Rs.... quem sabe você tem uma grata surpresa e vira fã do livro? Na pior das hipóteses, se você não curtir, pelo menos vai ter uma belezura de capa pra enfeitar sua estante! :)

      Excluir
  7. Defino esse livro como perturbador após essa resenha. Me interessa, mas ao mesmo tempo me enche de receios.
    Beijos, Fê! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é perturbador. Não é um livro comum e acredito que nem todos irão gostar do estilo, mas não custa tentar! :)
      Beijo!

      Excluir
  8. Meu Deus, esse livro parece ser realmente incrível. Eu sou daquelas que ainda julga o livro pela capa. Mas o que realmente acontece é que, se o livro tem um layout legal, eu vou ter mais vontade de ler, e eu vou ficar melhor e mais confortável lendo um livro bonito. Enfim, parece ser um livro bastante interessante. Eu acho que livros assim que falam sobre pessoas "doidas" e "confusas", exigem mais tempo e muito mais cuidado quando é escrito. Também é preciso um tema legal, e ao mesmo tempo um que não é tão comum assim... Gostei bastante, e eu acho que, pelo fato de o livro ter algumas partes que confundem bastante a gente, faz a gente querer ler mais e mais.
    Amei sua resenha e amei seu blog também!

    Um beijo.
    Desejo de Sonhar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, AnnCarol! Fico muito, muito feliz que você tenha gostado do blog!
      Sobre o livro, o plot central - digamos assim - não é muito profundo e tal. O foco principal ficou mesmo na "cabeça" de Imp e na percepção que ela tem das coisas, entende? Exige tempo mesmo, você precisa se deixar levar pela loucura da personagem.
      A beleza do livro ajuda na leitura, concordo completamente com você e, no quesito beleza, este é nota 1000!
      Beijocas.

      Excluir
  9. Esse livro parece uma coisa muito louca, já quase comprei por causa da capa e tal, ele é realmente lindo e muito caprichado, mas eu acho que não vou gostar da história... Porém tenho vontade de tentar!
    Portas de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tente sim, Viviane! Sempre procuro ler um livro, por mais que tenha receio, pra saber qual será minha opinião sobre ele. A capa dessa edição é realmente muito tentadora, né?

      Excluir
    2. O problema é que quando não gosto de um livro quero ele o mais longe possível de mim kkkkk odeio comprar e depois ficar desprezando o livro, tô tentando ter mais cuidado com as escolhas...

      Portas de Papel

      Excluir