[LIVRO] CONDENADA

Condenada (Primeiro volume de uma trilogia)
Autor: Chuck Palahniuk
Editora: Leya
Páginas: 302
Classificação: 5/5


 "A filha de uma estrela de cinema narcisista e de um bilionário, Madison, é abandonada em uma escola interna na Suíça durante o Natal enquanto seus pais estão divulgando seus novos projetos e adotando mais órfãos. Ela morre de uma overdose de maconha – e a próxima coisa que sabe é que está no inferno... " 






  
 Madison é gordinha, não se encaixa em nenhum padrão e é completamente apaixonada por um de seus - MUITOS - irmãos adotivos, o mais selvagem e embrutecido de todos, Goran. Após sua morte, em circunstâncias bastante inusitadas, ela acorda no inferno, numa cela imunda com o chão repleto de balas e pipoca murcha. 

 Madison começa a conversar com seus vizinhos de cela e acaba fazendo amizade com eles. A garota é fã do filme Clube dos Cinco uhuull, eu também, Maddy e, juntos, ela e seus novos amigos formam uma espécie de Clube dos Cinco Infernal, são eles: Madison, a desajustada. Patterson, o esportista burro. Babette, a líder de torcida fútil. Leonard, o nerd. E Archer, o punk de moicano azul encrenqueiro e revoltado (meu queridinho). Archer consegue abrir a cela de todos com um alfinete e o grupo sai para desbravar o inferno.
Se os vivos são assombrados pelos mortos, os mortos são assombrados pelos próprios erros. - pág 122 -
 Sabe aquele inferno típico, com rios de lava fumegante, céu cor de laranja e vários demônios andando pra lá e pra cá? O inferno desse livro possui todos esses elementos, com a diferença de que ESTE inferno foi escrito por Palahniuk, portanto, este inferno também conta com Lago de Vômito, Pântano de Abortos dos Semiformados e, entre outras paisagens, o Grande Oceano de Esperma Desperdiçado, que não para de aumentar, principalmente após o advento da Internet. 

 Madison é uma garota mimada, cresceu com tudo do bom e do melhor e apresenta alguns preconceitos de gênero, sexual e raça. Esses preconceitos podem ser confundidos com opiniões do autor, e essa foi uma coisa que me preocupou a princípio. Algumas pessoas podem não entender/conhecer a ironia de Palahniuk, porém ao longo da leitura é impossível não perceber que o autor faz uma crítica ácida à hipocrisia e superficialidade do mundo moderno. Se vivêssemos no universo do livro, eu já estaria condenada ao fogo do inferno há tempos! Quer um exemplo? Se você disser "porra" mais de 700 vezes, condenado! Se mijar em duas piscinas, independente da sua idade (não que eu já tenha feito uma atrocidade dessas), condenado! E por aí vai...
Marque minhas palavras: estar morta não é só ficar sentada numa reflexão sem remorso e ficar amarga se autoincriminando. A morte, como a vida, é o que você faz dela. - pág 236 -
 Durante a caminhada do Clube dos Cinco do Inferno, vamos descobrindo um pouco mais sobre cada personagem, como cada um bateu as botas e por qual motivo foram parar no Hades. É engraçado o fato que todos, mas principalmente Madison, aprendem muito mais sobre a vida e a natureza humana no inferno do que em toda a existência que tiveram na Terra. Os diálogos entre eles e com os demônios que interagem com o grupo nos trazem diversas reflexões que vão ao âmago de tudo que acreditamos ser real, tudo isso permeado por situações hilárias e bem humoradas.

 Podemos dizer que o objetivo de Madison no livro é descobrir como morreu. Ela desconfia que foi por overdose de maconha (!) mas para ter certeza manda diversas mensagens diretas à Satã e tenta durante toda a história encontrá-lo. A garota se agarra a sua esperança de conseguir respostas e sente-se cada vez mais segura e dona de si conforme avança em sua trajetória. O final do livro é inesperado e um pouco revoltante, fiquei ansiosa pela continuação.

 Não leia este livro esperando um novo Clube da Luta. A acidez, sarcasmo e questões existenciais estão muito presentes, claro, porém a abordagem e temática são totalmente diferentes. Em ambos, Palahniuk vai descascando os protagonistas, porém neste o foco são questões sobre vida/morte e a inocência de Maddy torna a escrita um tanto mais leve. 

 E você? Já leu algo do autor ou ficou com vontade de ler? Conte nos comentários!

 Onde comprar >> Submarino | Amazon 


 

18 comentários:

  1. Que premissa mais curiosa e estranha hahahaha gostei muito da resenha <3

    literarizei.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi!
      É bem estranha mesmo, né? Hahahahahah. Típico do Palahniuk, mas eu A-M-O!
      Beijos!

      Excluir
  2. Nunca li nada desse autor, mas achei interessante essa ideia de clube dos cinco infernal, porque gosto muito do filme também! :)
    Beijos!

    lesobrinho.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala sério, esse filme é sensacional! Sempre que escuto Don't You (forget About Me), do Simple Minds, eu lembro dele!!!
      Beijos!

      Excluir
  3. Fiquei curiosa. Quando vi o trecho que tu postou no instagram, já fiquei beemm curiosa. Entrou pra lista de livros para ler.
    Ah, te adicionei no skoob, ok?
    Beijos
    ohmylivros.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafa!
      Vou passar lá pra te adicionar, também!
      Leia sim o livro (e faça uma resenha pra eu saber o que você achou! Heheheheh).
      Beijos!

      Excluir
  4. Que história diferente hahaha
    Curti que a personagem (e você) gosta de clube dos cinco, também amo esse filme <3
    Bjs

    http://restauradordosnervos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Acho que não li nada que se passasse literalmente no inferno, inferno tradicional como você mesmo destacou. De acordo com essas leis acho que poucas pessoas escapariam desse destino, achei a protagonista bem interessante, deve ser legal conhecer as razões dos outros personagens de se encontrarem no inferno também.
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é muito interessante mesmo. No início todos dão um motivo banal mas, conforme avançamos na leitura, descobrimos que todos tem muito mais a contar.

      Excluir
  6. Que livro forte! =O Fiquei assustada com a capa. kkkk Mas parece uma história bem diferente. Fiquei curiosa.

    Beijos,
    Postando Trechos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele não é tãoooo forte não. A história pode parecer meio pesada a princípio mas é tranquilo pra ler.
      Beijos!

      Excluir
  7. Nossa, que medonho, amei! Kkk. Estou assistindo AHS e me ínteressando mais por esse gênero de horror/suspense.
    Beijos, Fê!

    http://mechamadebella.blogspot.com.br/2016/01/16-aniversario-do-meu-irmao.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui em casa gostamos muito desse gênero, AMAMOS AHS!!!
      Beijos.

      Excluir
  8. Nunca tinha me informado sobre a premissa do livro e é bem estranha hahaha
    Vira e mexe esses livros tão em promo, então talvez eu dê uma chance. Vou conhecer o autor por Clube da Luta, primeiro :D

    Beeijo
    Resenhando Sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, comece por Clube da Luta pra você sentir qual a "pegada" do Palahniuk, depois você passa pra esse.
      Beijocas.

      Excluir
  9. Uau, essa sua resenha me deixou mega curiosa pra ler. Não conhecia o livro mais já fiquei querendo saber mais, conhecer a história em si. Já vou adicionar a minha lista.
    Beijos.
    http://recolhendopalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Dany! Depois que você ler, quero saber quais foram suas impressões.
      Beijos!

      Excluir