[FILME] John Wick

De Volta ao Jogo (John Wick)
2014 - EUA, Canadá, China
Direção: David Leitch, Chad Stahelski
Ação, suspense

"John Wick (Keanu Reeves) já foi um dos assassinos mais temidos da cidade de Nova York, trabalhando em parceria com a máfia russa. Um dia, ele decide se aposentar, e neste período tem que lidar com a triste morte de sua esposa. Vítima de uma doença grave, ela já previa a sua própria morte, e deu de presente ao marido um cachorro para cuidar em seu período de luto. No entanto, poucos dias após o funeral, o cachorro é morto por ladrões que roubam o seu carro. John Wick parte em busca de vingança contra estes homens que ele já conhecia muito bem, e que roubaram o último símbolo da mulher que ele amava."




 Se você é uma daquelas pessoas intelectuais que só gosta de assistir filmes cabeçudos, que vão acrescentar algo à sua vida, então nem comece ler esse post. Agora.... se você é daqueles(as) que de vez em quando adora um banho de sangue, lutas, tiros e carnificina pra dar uma distraída, VEM COMIGO que esse filme é do caraleo caramba!  

 Pra começar, preciso dizer que acho horríveis essas traduções que colocam nos títulos dos filmes, na maioria das vezes são ridículas. Nesse caso, o filme gira em torno da lenda John Wick e o que ele representa no meio em que está inserido, o fato de ele voltar ao jogo é secundário, uma consequência e não um ato planejado.... enfim, eu não sou crítica de cinema nem nada, esse é apenas um fato que me incomoda e por isso coloquei no título do post o nome original.

 O filme começa com uma cena do final - o que gosto bastante - e segue para flashes da vida de John com a esposa, sua doença e morte. Após o funeral, um cachorrinho é entregue em sua casa, juntamente com uma carta de sua esposa dizendo que ele precisa de alguém para amar. Tudo muito comovente. John parece um cara tranquilo e pacato até que, ao parar num posto de gasolina, um jovem muito folgado, Iosef (Alfie Allen), fica interessado em comprar seu carro vintage e recebe uma resposta negativa. Iosef - que é filho do chefão da máfia russa para a qual John trabalhava como assassino de aluguel - vai até a casa de John com seus comparsas, o agride, rouba seu carro e MATA SEU CACHORRO! Tudo isso sem saber com quem estava mexendo (um dos furos no roteiro mas... quem está ligando, não é mesmo?).
 Quando o dono de uma oficina que trabalha a serviço da máfia pergunta para Iosef de quem ele roubou o carro e faz uma cara de medo/desespero/ódio ao ouvir a resposta, pensamos apenas uma coisa: deu merda! E a partir disso acompanhamos John numa busca frenética por vingança.

* SUSPIRO *
 Este filme não possui personagens super profundos, nem uma trama elaborada, muito menos diálogos inteligentes. Ele muitas vezes é inverossímil e apresenta muitos clichês de filmes do gênero porém o legal é que os próprios personagens satirizam esse fato. Ele tem um arzinho noir, faz uma caricatura de si mesmo beirando a comédia e mostra as peculiaridades do submundo do crime (que conta com um sistema monetário baseado em moedas de ouro, um bar privé frequentado só por criminosos e uma empresa especializada na limpeza dos cadáveres que ficam pelo caminho). Numa sequência em que John mata dezenas de homens contratados para assassiná-lo, um policial bate à sua porta e, quando abre (todo sujo de sangue e com um corpo estirado no corredor), o diálogo é mais ou menos esse:

- Olá, John.
- Olá. Os vizinhos reclamaram do barulho?
- Isso mesmo. Voltou ao trabalho?
- Não, estou apenas tirando o lixo. 

 John é um assassino tão lendário, temido e admirado que até aqueles que querem sua morte sentem pesar por isso. A expressão dos personagens quando ouvem seu nome, principalmente no início do filme - quando ainda não sabemos quem ele é - constrói uma aura de mistério e causa uma curiosidade tão grande que, quando ele bota pra quebrar e sai chutando bundas por onde passa temos um boom de adrenalina. Algumas cenas são tão explícitas e brutais que aqui no Brasil a classificação do filme é de 18 anos.
 Talvez pelo fato de os diretores (estreantes) terem trabalhado a vida toda como dublês (inclusive um deles dublou o próprio Reeves em Matrix), as cenas de ação são muito bem feitas. A coreografia é perfeita, super empolgante e a trilha sonora..... A TRILHA SONORA! É perfeita! Eu amo rock 'n roll, então sou suspeita pra falar, mas eu achei a trilha sonora desse filme muito, mas muito foda! Aqui você pode ter uma amostra.

 Fazia muito tempo que eu não via um filme desse estilo que me deixasse tão empolgada a ponto de querer falar pra todos meus amigos e familiares assistirem o mais rápido possível (é, eu sou um pouco exagerada quando gosto muito de algo). Ele está disponível no Netflix. Assistam, pessoas. Assistam.

 Veja o trailer:
 Beijos!



4 comentários:

  1. Hahaha ameeei a sugestão e a sua descrição! Banhos de sangue são comigo mesma! Com certeza assistirei! E também adoro filmes que começam com a cena do final!
    Beijos, Fê!

    http://mechamadebella.blogspot.com.br/2015/12/filme-olhos-da-justica.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, então você vai amar esse! Assiste sim!
      Beijos.

      Excluir
  2. Não achei o nome do livro e do autor em que foi baseado.

    ResponderExcluir
  3. Baseado em qual livro? Não citou....

    ResponderExcluir